Como ser criativo na escolha de um presente?

Durante nossa vida crescemos tendo que conviver com a sociedade, é quase como uma regra de sobrevivência. Construímos relacionamentos, conhecemos pessoas, criamos uma rede de amigos, namoramos, casamos etc. E à medida que incluímos mais pessoas em nosso circulo social e elas se tornam próximas, temos que manter, com elas, uma relação estável de amizade. E em cima dessa relação que pensamos em lhe auxiliar em como ter um diferencial na escolha de um presente.

Datas comemorativas como aniversários, reuniões, amigos secretos ou feriados são excelentes ocasiões. Mas para fugir dos presentes clichês, precisamos ser criativos, pensar e agir diferente. E nada melhor que incluir o processo de inovação na hora de pensar, escolher, comprar e distribuir os presentes para as pessoas que você gosta, não é verdade?

a perfeita escolha de um presente pode depender de sua imaginação

Para reforçar nossa mensagem, traremos as 7 etapas do processo criativo, desenvolvido por Duailibi e Simonsen, autores do livro Criatividade & Marketing. É uma teoria que, apesar de voltada para profissionais da Administração e do Marketing, pode ser perfeitamente aplicável as nossas vidas e escolhas pessoais.

1ª Etapa: Identificação

Antes de tudo é preciso que se tome conhecimento do problema a ser resolvido. O processo de criatividade e, consequentemente, criar algo novo, parte do objetivo de solucionar um problema, oferecer uma proposta. No nosso caso o problema seria escolher um presente diferente do comum para uma pessoa que você gosta.

2ª Etapa: Preparação

Nessa fase é necessário que se colete informações a respeito do universo do problema. Dados precisam ser coletados para que possam embasar nossas escolhas. Servirá de base para construirmos nossa linha de pensamento, uma espécie de guia. Ex.: Antes de escolher algum presente, tenha conhecimento dos gostos e desejos da pessoa a quem você irá presentear, pesquise o mercado, verifique os preços etc.

na escolha de um presente, pense diferente

3ª Etapa: Incubação

Após a coleta de informações, é preciso que a nossa mente se desligue involuntariamente do problema a ser resolvido. É como se fosse um estado de relaxamento, até mesmo de descanso. Einstein uma vez revelou: “Penso 99 vezes e nada descubro. Deixo de pensar, mergulho em profundo silêncio e eis que a verdade se me revela.” Esse conceito é perfeitamente aplicável quando estamos com diversas dúvidas sobre o que escolher de presente. Tente desencanar um pouco, as melhores ideias podem surgir de momentos que a gente menos espera.

4ª Etapa: Aquecimento

É a etapa em que o problema retorna ao nosso campo de discussão interno. Ela se ativa quando estamos com a sensação de que o problema está quase resolvido. Nesse momento, todas as ideias são expostas e discutidas de forma intensa. O processo de brainstorming é o mais comum para colocar o aquecimento em prática. No nosso exemplo, você pode anotar todas as suas ideias em um papel e tentar organizá-las, ou, se preferir, pode debater as suas possíveis escolhas com mais amigos, familiares, colegas de trabalho ou conhecidos.

5ª Etapa: Iluminação

Criatividade na escolha de um presente

Aqui é quando a solução para o problema é encontrada. Após estruturarem todas as sugestões e intenções de se resolver o problema inicial, ocorrem diversos insights sobre as possíveis resoluções. Nessa etapa, as nossas ideias são organizadas e as escolhas são definidas. Essas soluções ideais podem surgir de diversos momentos que variam da particularidade de cada pessoa, como por exemplo, uma conversa com amigos em um bar, uma corrida na orla e assim por diante.

6ª Etapa: Elaboração

Após todo o campo subjetivo ser finalizado, parte-se para a ação. É onde as ideias são colocadas em prática. O processo, nessa etapa, é totalmente consciente e, por vezes, mecânico. Em nosso exemplo, é a hora da compra e, logo após, o momento de entrega, de dar o presente.

7ª Etapa: Verificação

Por fim, depois de tudo o que foi dito, é necessário avaliar se suas escolhas realmente solucionaram aquele problema. Na prática, em nosso caso, é preciso saber se o presente que escolhemos foi realmente útil ou não para aquela pessoa. Se foi um momento agradável ou não para ela.

Viu como um processo de estruturação voltado para o mercado pode te auxiliar a escolher melhor seus presentes? Aposto que muitas vezes você teve ideias criativas sem nem ter consciência que passou por todo esse processo, mas a bem da verdade é que, se organizarmos melhor nossos pensamentos, poderemos evoluir muito mais em nossas decisões.

E aí, preparado pra colocar sua criatividade em prática? Personalize suas ideias com a H1. Conheça mais o nosso trabalho, continue navegando pelo nosso site.

Faça uma visita em nossa loja. Estamos na Rua Major Félix Moreira, 39 - Prédio da Unimed - Loja 09 - Centro - Araruama, RJ.

 Entre em contato conosco pelo chat ou confira nossos produtos.